DOS DIÁLOGOS INFORMAIS - 10 E 11

10

— Daí ele me convidou para uma reunião.
— Reunião? Fosse um encontro, uma conversa... Mas uma reunião?
— Pois é! Uma reunião...
— E onde seria essa “reunião”?
— No escritório dele. E me deu um cartãozinho com o endereço...
— Cartão? Ele tratou você como uma cliente! Não acredito! E você não rasgou o cartão na cara dele?
— Não. Fiquei decepcionada, mas guardei o cartão. Antes até dobrei a pontinha pra mostrar que aceitava.
— Mas você não foi à reunião...
— Pior que fui. Fiquei curiosa. A gente estava numa festa, muita gente, muito barulho, não dava pra conversar direito...
— Mas não estava rolando um clima na festa?...
— Estava, ou pelo menos eu achava que estava...
— E como foi a “reunião”? Rolou alguma coisa?
— Bom, primeiro deixa eu contar como é o escritório dele. Menina!... É um luxo!... Sala de espera com secretária, quadros na parede, móveis de primeira... A sala dele é maior que a sala do meu apartamento, muito bem decorada, vista pra cidade, luxuosíssima! O cara tem muita grana.
— Mas o que ele queria com você?
— Sabe o que ele queria? Queria que eu trabalhasse pra ele.
— Sério?! E você topou?
— Topei, né. Ele me ofereceu mais do que eu ganho e eu vou trabalhar menos...
— Mas por que ele te ofereceu emprego? Vocês mal se conheceram numa festa...
— Ele disse que gostou de mim e quando eu disse o que eu fazia, percebeu que eu era a pessoa que ele andava procurando pra função...
— Então não foi tão ruim assim a tal reunião...
— Pra dizer a verdade, foi melhor do que eu esperava...
— Não vai me dizer que...?
— Menina!... O clima está virando um climão...
— É? Me conta!
— Ele me convidou pra jantar amanhã. No Fasano.
— No Fasano?!
— Você me ajuda a escolher a roupa?






11

— Sabe o verbo rir? É verbo, né?
— É.
— E fala “eu rio”?
— É. Eu rio, tu ris, ele ri.
— Mas é esquisito “eu rio”. Parece Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro... O que ele vai achar, se eu escrever “eu rio”...
— Vai achar que você ri, ora.
— Mas é esquisito...
— Então escreve “eu dou risada”.
— Mas “eu dou risada” tem que digitar muitas letras, dá muito mais trabalho.

— Então escreve qualquer coisa e larga logo essa porra de celular que eu estou querendo conversar com você, saco!

2 comentários :